Fazenda Atibainha

Compartilhe

Abrangência: Bairros e Loteamentos

Classificação: Urbanização

PROJETO DE URBANIZAÇÃO

  • Vitrine

    VULNERABILIDADES DOS MEIOS FíSICO E BIóTICO

    1 de 5

  • Vitrine

    isodeclividades

    2 de 5

  • Vitrine

    Implantação do conjunto do empreendimento

    3 de 5

  • Vitrine

    Proposta de ocupação

    4 de 5

  • Vitrine

    Acessibilidade

    5 de 5

Trata-se do projeto de parcelamento de uma gleba inserida parcialmente em dois municípios da Região Metropolitana de Campinas: Itatiba e Valinhos. O escritório também elaborou o Relatório de Ambiental Preliminar (RAP) para este projeto.

O programa sugere uma grande diversidade de usos compatíveis com o desenvolvimento da região: loteamentos de chácaras de recreio ou de uso permanente e lotes residenciais de alto e médio padrão; parques com preservação da vegetação e demais características locais como os matacões; uma escola de paisagismo e jardinagem onde podem se desenvolver atividades ligadas à educação ambiental, um centro educacional, um clube e um shopping localizados estrategicamente próximos ao acesso principal, pela rodovia Dom Pedro I, o que induz a realização de atividades culturais e eventos; um pouco mais afastados encontram-se o spa, a pousada e o clube da melhor idade. Esse empreendimento tem o objetivo de oferecer um leque de atividades que podem torná-lo auto-sustentável, assim como criar novas condições de desenvolvimento para os municípios de Itatiba e Valinhos e mesmo para a Região Metropolitana de Campinas.

O projeto prevê baixa densidade de ocupação, alto índice de permeabilidade do solo e a preservação integral da mata existente, inclusive propondo a ampliação das áreas florestadas. Efetivamente a gleba encontrava-se em Zona Rural segundo o zoneamento vigente. Para a implantação do Empreendimento deveria haver mudança de zoneamento no município de Valinhos. No município de Itatiba seria necessária apenas a aprovação específica do Empreendimento.