Novo Teatro de São Paulo

Compartilhe

Abrangência: Edifícios e Residências

Classificação: Edifícios públicos, Museus,Teatros, Clubes

  • Vitrine

    Perspectiva versão Flauta Mágica

    1 de 6

  • Vitrine

    Acesso principal e sala de concerto Flauta Mágica

    2 de 6

  • Vitrine

    Perspectiva versão La Traviata

    3 de 6

  • Vitrine

    Saguão e sala de concerto La Traviata

    4 de 6

  • Vitrine

    Perspectiva versão Navio Fantasma

    5 de 6

  • Vitrine

    Saguão e sala de concertos Navio Fantasma

    6 de 6

Para o Novo Teatro de São Paulo foram estudadas três alternativas de projeto: Flauta Mágica (33.300 m²), La Traviata (31.000 m²) e O Navio Fantasma (33.500 m²). O Teatro se localizaria no encontro de duas importantes avenidas da Zona Oeste de São Paulo.

O projeto trouxe uma nova concepção de teatro multiuso com a previsão de uma sala com capacidade para 2200 lugares fixos e 200 cadeiras extras. As três diferentes composições para o Novo Teatro de São Paulo previam apresentações de música sinfônica, ópera, dança e música popular. Para a adequação de diferentes modalidades as salas foram desenhadas em forma de leque invertido, contemplando assim a principal característica das apresentações de música sinfônica – o som. A disposição das poltronas permitia que todos os assentos pudessem apreender também os elementos visuais, fundamentais nas apresentações de ópera e dança.