• Banco sonoro Jorge Wilheim

    categoria: Eventos

    Publicado em 20 de Setembro de 2019 por: Ana Maria Wilheim

    Inaugurado em setembro de 2019, o banco sonoro em homenagem a Jorge Wilheim está localizado no Parque Ibirapuera e é um iniciativa do Projeto Legado Jorge Wilheim, realizado pela família e por amigos do arquiteto urbanista, falecido em 2014. A peça compõe um mobiliário urbano originado a partir de um eucalipto morto, removido dentro do próprio parque e transformado pelas mãos do artista plástico Hugo França e sua equipe em um banco para acolher muitas pessoas sentadas ou em seu entorno.
  • Processo de criação do Banco Sonoro JW

    categoria: Eventos

    Publicado em 20 de Setembro de 2019 por: Redação

    Desde o final dos anos 1980, Hugo França desenvolve "esculturas mobiliárias", expressão usada primeiramente pela crítica Ethel Leon e adotada pelo designer por sua precisão em descrever a produção que ele executa a partir de resíduos florestais e urbanos - árvores condenadas naturalmente, por ação das intempéries ou pela ação do homem. Confira a galeria de fotos do processo de criação do Banco Sonoro Jorge Wilheim.
  • Exposição recupera o legado do arquiteto e urbanista Jorge Wilheim

    categoria: Na mídia

    Publicado em 18 de Setembro de 2019 por: Casa e Jardim

    Em São Paulo, de 20 de setembro e 14 de dezembro, a exposição recupera o legado de um dos grandes nomes da arquitetura e do urbanismo no país e convida o público à reflexão sobre cidades mais humanas, justas e sustentáveis
  • Cidades para tempos novos, o livro inacabado de Jorge Wilheim

    categoria: A partir dos livros

    Publicado em 13 de Setembro de 2019 por: Redação

    Em 2013, Jorge Wilheim esboçava um novo livro sobre urbanismo e planejamento. Naquele momento, Wilheim questionava a estrutura básica dos Planos Diretores diante dos desafios e necessidades da vida urbana em pleno século XXI. Queremos viver em um aglomerado que lembra o filme Blade Runner? Seria possível planejar cidades idealizadas, semelhantes ao filme Shangri-lá? Entre esses extremos, o que fazer?
  • Campanha é lançada para restaurar Teatro Taib, ícone dos anos 60 e 70

    categoria: Na mídia

    Publicado em 11 de Setembro de 2019 por: Veja São Paulo

    O Teatro de Arte Israelita Brasileiro (Taib), no Bom Retiro, foi um dos palcos mais efervescentes da cidade entre as décadas de 1960 e 1970. Localizada na Casa do Povo, tradicional centro cultural judaico, a sala de espetáculos deixou de receber grandes sucessos de bilheteria nos anos de 1980 e, com a plateia às moscas, entrou em declínio até fechar as portas no começo dos 2000. Só que o Taib, assim como a Casa do Povo, resistiu ao tempo, pelo menos as suas estruturas e a essência da arquitetura modernista projetada por Jorge Wilheim, e não virou igreja evangélica, estacionamento ou supermercado. De fôlego renovado desde 2013, a Casa do Povo voltou ao circuito cultural com exposições, cursos e apresentações esparsas de dança e teatro.
  • Uma amizade de setenta anos

    categoria: Gaveta da memória

    Publicado em 05 de Setembro de 2019 por: Mario Franco

    O engenheiro Mário Franco faleceu nesta quarta-feira (4/9/2019) deixando sua marca em mais de 2.000 projetos em seis décadas de trabalho, entre os quais importantes obras em parceria com Jorge Wilheim, como o projeto do Parque Anhembi. Em depoimento inédito escrito em 2017, Franco relembra momentos emocionantes da longeva amizade, formação profissional e conquistas compartilhadas com Wilheim.